Posts Tagged ‘solitude

11
dez
11

liberdade absoluta

.

Somente aqueles que são capazes de estar sozinhos são capazes de amor, de partilha, de entrar no âmago mais profundo da outra pessoa sem possuir o outro, sem se tornar dependente do outro, sem criar “o outro”, reduzindo o outro em uma coisa.

 .

Eles permitem a liberdade absoluta, porque eles sabem que se o outro parte, eles serão tão felizes como estão agora.

 .

Sua felicidade não pode ser tomada por outro, porque não é dada pelo outro.

 .

 .

 Osho

.

.

Anúncios
15
nov
11

completude

.

Na solidão

Me resguardo, me protejo

Me tranco, me fecho

Sofro com meu desejo

Sinto falta de um outro alguém

Cara metade

Para me completar

-Escuridão-

 .

Na  solitude

Me acalmo, me conheço

Me aqueço, me apreço

Encontro plenitude, completude

Abundância

Que transbordada

Finalmente posso compartilhar

-Clarão-

.

.

Rossana Preziosi

.




Apresentação do blog

A palavra entrou de vez na minha vida.

Primeiro a dos outros, a dos eternos, a dos reconhecidos (poetas, escritores, pensadores). Junto veio também a dos amigos, reais e virtuais, internautas com ou sem pretensões literárias, mas sempre intensa, expressiva, urgente. Agora, aos poucos, a minha própria palavra começa a querer se mostrar, neste novo ciclo de auto conhecimento, de mergulho interior.

Sou visual, enxergo primeiro com os olhos, externos e internos, vejo sonhos, realidades sob perspectivas incomuns, surreais, oníricas, mágicas. Meu interior se apresenta numa idéia, que se transforma numa palavra, que sugere uma imagem, que concretizada se torna um torrente de palavras, que organizadas se apresentam finalmente neste resultado.

A vontade de ver e rever a concretização visual, palpável me fez montar o blog.

Quem sabe em você, vouyeur dos meus pensamentos, não desperte similares insights ?

Bem-vindo ao meu mundo interior

Créditos

A maioria das imagens foram pesquisadas na internet e em muitas não foi possível identificar o autor. Caso vc saiba a quem pertencem por favor avise-me para poder colocar os merecidos créditos.

Autora

médica pediatra e acupunturista; uruguaia de nascimento e coração, brasileira de alma; mãe de duas adolescentes desabrochando; corredora no dia a dia, quase corredora no esporte; vegetariana recente, descobrindo como cozinhar de forma saudável, rápida e saborosa; tentando se conhecer melhor; fascinada pela inter-relação das imagens e das palavras; procurando e achando.

Licença

longe de mim querer ser poética
-nem entendo nada de métrica-
só procuro concordância
entre imagem e palavra,
pensamento e meu momento
e talvez
provocar alguma ressonância.

Anúncios